segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Amanhã dia de férias

Para acompanhar a mulher à consulta da pimpolha mais velha (sim, porque isto de ter que levar a mais velha acompanhado das duas crias mais pequenas dá trabalho...).
Tenho que aproveitar para tratar de uma data de questões na Segurança Social, ir ao banco, ir fazer a inspecção ao carro... Enfim, apesar de estar de férias vou andar a correr de um lado para o outro...

Sexta-feira vou estar novamente de férias, mas pelo mesmo motivo... Ainda assim não vou conseguir acompanhar a cria mais nova num exame na Quinta-feira, porque se for pedir dias para todas as consultas e exames não tarda acabaram os dias...

Entretanto férias decentes atá agora não sei quando vão ser... As negociações estão muito dificeis, já que a empresa quer que eu goze a licença e os 30 dias de férias logo de seguida, e assim ficava o resto do ano sem férias, e eu não estou muito para ai virado... Nunca gostei de me ausentar muito tempo do trabalho, até porque metade das vezes que estou de férias acabo por ir trabalhar para casa, e quanto maior a minha ausencia maior a probabilidade de acontecer alguma coisa que só eu é que sei/consigo resolver... Pior é que legalmente sei que o podem fazer, mas espero conseguir dar a volta a isto...

5 comentários:

sandra disse...

Também nunca gostei de gozar os 30 dias seguidos, não sei mas também tinha essa sensação que algo podia ocorrer na minha ausência, sei bem o que é isso tirar dias para tratar de assuntos em atraso é mas é um dia de trabalho mas diferente, espero que as tuas negociações de férias corram bem para o teu lado :)

Timtim Tim disse...

Eu tenho que gozar os dias seguidos. Não tenho outra hipótese. Nunca foi de forma diferente. Há 18 anos que é assim.

sandra disse...

Bingoo!!
Acertaste exatamente ao que estava na pasta isso é que é estar atento ao pormenor :)

a Gaja disse...

epah eles podem mesmo fazer isso? é que por lei tu tens direito a escolher 15 dias de ferias quando quiseres. mas já pode ter mudado e eu não saber.

Timido disse...

a Gaja - Desde 2009 eles podem faze-lo. A lei defende o empregador neste caso.
Mas o que me chateia mais, é que eu acabo por não tirar mais tempo de férias porque ao fim ao cabo tenho que estar constantemente ao telemóvel e computador a resolver problemas do trabalho, por isso não me compensa e ainda acaba por chatear a mim e à minha mulher...
Mas pelos vistos ou mudo de emprego ou este ano terá que ser mesmo assim...