segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Sobre o sucedido este fim-de-semana no Pinhal Novo

Sou filho de um militar da GNR, pelo que desde pequeno me lembro da convivencia em quartéis da GNR a acompanhar o meu pai, por isso custa-me assistir a noticias como as que vi este fim-de-semana...

Custa-me, naturalmente, que estas situações ocorram, que destas situações resultem mortes que muitas vezes podiam ter sido evitadas; custa-me ver que um militar da GNR no cumprimento das suas funções foi assassinado a sangue frio quando acorreu a uma chamada de emergencia no cumprimento do dever; mas custa-me muito mais ver estes títulos:

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/multimedia/fotogaleria/portugal/gnr-mata-homem-barricado-em-restaurante

É triste ver o tratamento que estes militares recebem ao zelar pela segurança alheia...
É certo que o desfecho não foi o mais feliz, mas a GNR actuou de forma a acabar com o perigo causado por uma pessoas armada, com explosivos, e que se não fosse neutralizada podia causar muitos mortos... Pelo meio matou um jovem militar de 27 anos...
Já era altura destes meios de  comunicação social (são sempre os mesmos com estes titulos) se deixasse de noticias sensacionalistas e começasse a relatar os factos como realmente são...

Hoje vi que a noticia já foi dada de outra forma (ver aqui...), em que relata um titulo menos agressivo, mas a fotogaleira mantém-se com o mesmo título, a parecer que os assassinos são as autoridade...
Por outro lado vi também outras publicações com titulos bem mais adequados ao que se terá passado (Expresso)
 

Sem comentários: